Textura de parede: aposte nesse recurso para dar uma cara nova ao seu apê

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Um recurso multiuso: é como podemos definir a aplicação de textura na parede. A técnica permite disfarçar imperfeições, dar uma nova cara para os ambientes e é uma ótima solução para quem deseja decorar um cômodo, mas sem gastar muito.

Além disso, como existem muitas opções de acabamento no mercado, é possível criar inúmeras combinações diferentes. Logo, paredes de qualquer espaço da casa podem ser renovadas com textura. Ou seja, um verdadeiro curinga quando o assunto é decoração.

Quer saber mais sobre como funciona essa técnica? Então acompanhe o texto de hoje e veja como você pode dar uma repaginada no seu apê sem precisar fazer grandes investimentos.

Por que e onde usar textura de parede?

A textura é uma forma simples, porém muito eficiente, de dar um toque de beleza aos ambientes. Mesmo que você seja adepto de uma decoração minimalista, pautada no famoso conceito “menos é mais”, é possível combinar o uso dessa técnica com os demais elementos presentes no espaço para trazer ainda mais personalidade para os cômodos da casa.

E como esse é um recurso super versátil, com diferentes tipos e formas de aplicação, é possível harmonizá-lo com estilos decorativos mais rústicos, tradicionais, modernos e clássicos. Além disso, por ser tão polivalente, ele costuma cair bem em todas as áreas da casa, desde que pensado em conjunto com a proposta e funcionalidade do cômodo.

Seguem algumas ideias de onde você pode aplicar a técnica de paredes texturizadas.

  • Quarto: no quarto, a forma mais comum de aplicação é como fundo decorativo para a cama. Assim, você traz um charme a mais e complementa a decoração do ambiente.
  • Sala: para espaços menores, apostar na texturização da parede em que fica o rack ou o painel com a TV é uma boa opção. Já para salas maiores, é possível usar o recurso atrás do sofá para criar composições diferentes.
  • Cozinha: se a cozinha e a sala de jantar forem separadas por um balcão, uma dica boa é usar a texturização nessa parede de divisão. Mas se não for esse o seu caso, é possível usar essa técnica nas paredes com armário para dar um toque de beleza ao espaço.
  • Sacada: se você tem uma sacada gourmet, a textura de parede é uma ótima forma de complementar a decoração do ambiente, principalmente quando aplicada próximo a churrasqueira. Já em sacadas menores, o recurso pode ser combinado com jardim vertical, área de leitura, entre outros.

Tipos de textura de parede

Como dissemos, existem diferentes tipos de textura de parede. A seguir, listamos aqueles que são considerados as principais opções atualmente. Confira!

  1. Grafiato: talvez esse seja o estilo de texturização de parede mais conhecido e utilizado por quem busca por essa técnica. Feita a partir de uma mistura de grânulos de quartzo e cristais minerais, sua aparência é bastante similar à de ranhuras. O resultado final costuma ser mais rústico e é uma ótima pedida para ambientes externos e fachadas. 
  1. Chapiscado: obtido a partir do uso de rolos específicos de pintura texturizada, esse efeito é indicado para quem deseja utilizar massas granuladas em paredes lisas.
  1. Ranhura: similar ao grafiato, esse estilo permite fazer ranhuras uniformes na parede. Por isso, é possível usar a imaginação e criar texturas em formato de onda, listras, entre outros. Super versátil e estiloso. 
  1. Gel decorativo: considerada uma novidade, esse tipo de texturização simula outros diferentes tipos de textura, como madeira, palha e aço escovado. 

E então, pronto para mudar a cara daquele cantinho do seu apê que está precisando ser renovado? Com certeza a textura de  parede será uma ótima solução para isso. Ah! E não se esqueça de compartilhar com a gente a sua opinião sobre as dicas do texto de hoje.

COMPARTILHE
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Abra o Chat